LIBRAS PRESENCIAL E COM QUALIDADE É NA FANESE

Libras é a Língua Brasileira de sinais. É através dela que milhares de pessoas com deficiência auditiva conseguem se comunicar, fazendo uso de uma infinidade de sinais que se transformam em palavras. A LIBRAS é, portanto, o instrumento de comunicação dos Surdos
Em centros brasileiros, voltados exclusivamente para pessoas com deficiência, muitos surdos aprendem a LIBRAS. Entretanto, é importante frisar que, para que o surdo exercite a sua comunicação, é necessário que a família esteja mobilizada a também aprender a língua. Dessa forma, estará contribuindo para a aceitação primeira e primordial de que o surdo precisa para enfrentar a sociedade com dignidade, o acolhimento familiar.
Felizmente, nos dias atuais, tanto os surdos, quanto as pessoas envolvidas, direta ou indiretamente com eles, têm procurado aprender essa língua fascinante.
A Fanese tem consciência de que LIBRAS é a identidade dos surdos, a sua maneira de ser, de estar e de enxergar o mundo. Por esse motivo, tem gerado possibilidades de a comunidade surda e interessada aprender LIBRAS.

Para tanto, na pessoa da Profª Ma. Mônica Soares, Mestre em Letras pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e doutoranda em Linguística Cognitiva, pela Universidade de São Paulo (USP), organizou a abertura de cursos taanto no nível básico, quanto no que diz respeito a um nível mais aprofundado como o de uma Pós-graduação. Por isso, a faculdade, atualmente está com turmas abertas para cursos básicos de LIBRAS (módulos 1, 2 e 3) e com uma Pós-Graduação em LIBRAS: TRADUÇÃO, INTERPRETAÇÃO E ENSINO, reconhecida como a 1ª Pós-graduação, do estado de Sergipe, 100% LIBRAS.
Os cursos básicos de LIBRAS são oferecidos por intermédio do Projeto Torre de Babel, também idealizado pela Prof. Ma Mônica Soares a preços acessíveis para a comunidade interessada na aprendizagem da Língua Brasileira de Sinais.

Atualmente, temos turmas abertas para o:

BÁSICO 1
Turmas aos sábados (MANHÃ) e às Terças (NOITE).
BÁSICO 2
Turmas aos sábados (MANHÃ) e às Quartas (NOITE).
BÁSICO 3
Turmas às Segundas (NOITE)

Turma 3

Com uma base curricular pautada na constituição estrutural de uma Língua, a ESPECIALIZAÇÃO EM LIBRAS: TRADUÇÃO, INTERPRETAÇÃO E ENSINO, foi lançada, pela Fanese, em julho de 2015, objetivando capacitar diversos profissionais do mercado que desejam quebrar barreiras na comunicação com pessoas portadoras de deficiência auditiva e adquirir a consciência da importância desse novo conhecimento para a construção de uma sociedade mais inclusiva e acolhedora.

Dra. Karin Strobel

No dia 12 de dezembro de 2015, no Auditório da FANESE, apresentamos o 1º evento científico de LIBRAS, cuja abertura foi consagrada pelo Prof. Me. RODRIGO CUSTÓDIO (UFSC), o qual proferiu a PALESTRA: Gêneros Textuais Acadêmicos em LIBRAS. O professor Rodrigo é surdo e foi assessorado pelos Intérpretes Marcelo Oliveira Calumbi e Maria Charlene de Almeida Sousa.

No evento, houve exposição de pôsteres e apresentação de comunicações, acerca da temática em LIBRAS, pelos alunos da pós-graduação em LIBRAS: TRADUÇÃO, INTERPRETAÇÃO E ENSINO.
Também recebemos os ilustres docentes: Profa. Dra. MARILÉIA REIS (UFS), a Profa. Ma. ALZENIRA AQUINO (UFS), o Prof. Me ALEX REIS (UFS), O Prof. Me. EVERALDO FREIRE (SEED) e Profa. Dra. ELAINE CRISTINA SANTOS (UFS) para participarem de uma mesa-redonda, com a temática LIBRAS e LINGUAGEM, mediada pelo Prof. Me. RODRIGO CUSTÓDIO (UFSC).
Nos dias 21 e 22 de maio de 2016, a 1ª turma da Pós em LIBRAS: TRADUÇÃO, INTERPRETAÇÃO E ENSINO, da FANESE, recebeu a Profa. Dra. Karin Strobel (UFSC) – para ministrar o MÓDULO – METODOLOGIA DO ENSINO DE LIBRAS COMO PRIMEIRA LÍNGUA e participar do CICLO DE PALESTRAS – LINGUAGENS EM FOCO, no qual proferiu o tema AQUISIÇÃO DE LÍNGUA DE SINAIS POR CRIANÇAS SURDAS. A professora Dra. Karin Ströbel é surda e foi assessorada pelos Intérpretes Marcelo Oliveira Calumbi e Cinthia Leão.

Com a preocupação voltada para a qualidade em todos os aspectos do ensino e aprendizagem, sobretudo do corpo docente, a Coordenadora das Pós-graduações em Educação da Fanese, Profa. Ma. Mônica Soares e a Coordenadora Geral das Pós-graduações, Profa. Esp. Laura Colares têm aberto possibilidades para que Língua Brasileira de Sinais seja referência no estado de Sergipe e a Faculdade de Negócios de Sergipe possa vir a contribuir com mais conhecimento, visando à edificação de uma sociedade mais inclusiva e acolhedora.

Profª Mônica Soares -Coordenadora de Pós- Graduação em Educação da Fanese

Professora Laura Colares – Coordenadora Geral de Pós-graduação da Fanese






Acontece na Educação